Jovem morre atropelado a caminho do trabalho

Com o impacto, o corpo foi arremessado para a margem da BR 158

O amanhecer deste sábado em Sant´Ana do Livramento ficou marcado por mais uma tragédia no trânsito. Um homicídio culposo. Assim foi efetuado o registro na Delegacia de Polícia de Pronto atendimento feito pelos policiais rodoviários que atenderam à ocorrência. O jovem de apenas 22 anos de idade identificado como Gabriel da Fonseca da Silva, se deslocava de sua residência para o trabalho, um supermercado instalado na avenida Daltro Filho, quando foi surpreendido e atingido de forma violenta por um veículo, ainda não identificado, cujo condutor fugou do local sem prestar socorro. No local, às margens da BR 158 na altura do Km 566,5, próximo ao trevo de acesso à Urcamp, ficaram apenas as marcas do impacto que dão conta de que o jovem teve seu corpo arrastado por cerca de 50 metros. Com a violência do choque entre o veículo e seu corpo, Gabriel resultou com múltiplas lesões que lhe causaram óbito praticamente de maneira instantânea. Mesmo experimentados em situações semelhantes, boa parte dos profissionais que estiveram no local, tanto do IGP – Instituto Geral de Perícias, quanto Brigada Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, ficaram chocados com a cena. Residente no Jardim Alvorada, a poucos metros do local onde ocorreu o atropelamento, Gabriel costumava percorrer o mesmo trajeto quase todos os dias sempre no mesmo horário a caminho do trabalho. A notícia pegou de surpresa colegas de trabalho que estavam acostumados a receber o jovem com alegria todos os dias para o início de cada jornada. “Estamos todos tristes, chocados e ainda incrédulos”, disse um dos colegas ao falar do caso. Na porta da empresa onde Gabriel trabalhava, um cartaz foi colocado com um comunicado de pesar e solidariedade aos familiares e amigos do jovem.

Homicídio Culposo

Sem testemunhas do momento do atropelamento, a polícia busca agora identificar o autor do homicídio culposo através de possíveis relatos que venham a ser dados, caso ocorram, na delegacia. Ainda no local, foram recolhidas partes do automóvel que ficaram esparramadas pela pista e que poderão ajudar a identificar o responsável. As autoridades não descartam a hipótese de que as partes pertençam a um veículo Hilux ou Corolla de acordo com a análise preliminar mas, mesmo esse dado ainda precisará ser confirmado com base nas investigações. O corpo de Gabriel da Fonseca da Silva foi liberado no início da tarde deste sábado e o velório deverá acontecer na sala velatória da empresa Angelus situada na BR 158 na entrada da cidade.

Grupo Aplateia