Policial baleado após matar criminoso e impedir assalto está em situação estável

Militar foi transferido de Rio Grande para Porto Alegre na última semana para ter acesso a mais recursos médicos e também por questões de segurança

Está em situação estável o policial militar baleado após reagir a uma tentativa de roubo a uma farmácia em Rio Grande, no sul do RS, no dia 3 de setembro. Na semana passada, ele foi transferido para Porto Alegre por questões de segurança e para ter acesso a mais recursos médicos.

Segundo uma familiar que o acompanha, o policial está com a pressão arterial estabilizada sem necessidade de medicamentos, respira sozinho, está lúcido e conversando.

Na troca de tiros, que durou cerca de 20 segundos, o PM acabou atingido por dois disparos. Ele precisou passar por cirurgias durante a madrugada — em uma das pernas, na altura do quadril, e no intestino. No sábado passou por uma angioplastia na perna — a intervenção teve sucesso, segundo avaliação diária de um cirurgião vascular e um cirurgião geral.

— Quanto à lesão no abdômen, o avanço se dá com a reação do intestino. Ele também está com fome, isso é um bom sinal — diz a familiar.

A comunidade se mobilizou ao aderir a uma campanha de arrecadação financeira para viabilizar a ida do policial para Porto Alegre.

— Conseguimos o valor da ambulância em menos de um hora. Estamos extremamente agradecidos por toda ajuda e apoio. A Brigada Militar está sendo incansável no apoio e na segurança. A mobilização deles foi muito importante, e a Santa Casa também foi muito bem, prestando os primeiros atendimentos de forma espetacular, mantendo a vida dele — complementa.

Apesar da situação estável, ainda não há previsão de alta.

— O tempo dele no hospital será longo. Mas temos recebido muito carinho e é isso que tento repassar a ele diariamente. Ele fica emocionado quando mencionamos o nome de alguém — conta a familiar.

Fonte GauchaZH

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário