“Nasci mulher, pobre, negra e aprendi que a gente não pode viver exercitando problemas”, diz Glória Maria na abertura da Expoagas

Apresentadora da Rede Globo, Glória Maria disse que, se as especulações sobre a sua idade fossem verdade, deveria ser estudada pela Nasa. Em palestra na manhã desta terça-feira (20), na abertura da Convenção Gaúcha de Supermercados (Expoagas), não revelou se os 70 anos denunciados em sua página no Wikipedia são verdade. Mas falou sobre se reinventar.

Para um auditório lotado no Teatro do Sesi, em Porto Alegre, a jornalista à frente do Globo Repórter contou sobre as suas peripécias diante das câmeras, desde o mergulho em uma piscina a – 6ºC na Noruega a uma dança improvisada com Roberto Carlos em Jerusalém, para motivar um público formado por varejistas. Para incentivá-los, recorreu a um clichê: saia da zona de conforto.

— Nasci mulher, pobre, negra e aprendi que a gente não pode viver exercitando problema. Tento viver para a solução, e não para o problema. Se tivesse pensado o tempo todo na minha condição de inferioridade, não teria ido a lugar algum. Porque o medo paralisa a gente — disse Glória.

Ao longo dos quase 50 minutos de palestra, a apresentadora mostrou nove vídeos de suas aventuras registradas pelo Globo Repórter. Em um deles, se equilibrava sobre uma tábua entre dois balões, a 5 mil metros de altura, segundo ela. Em outro, atirava-se do bungee jump mais alto do mundo, no Macau.

— Foi a pior sensação da minha vida. Mas, depois, foi o máximo — contou, antes de ser aplaudida pela plateia.

Tadeu Vilani / Agencia RBS
Plateia no Teatro do SesiTadeu Vilani / Agencia RBS

Em tom motivacional, a jornalista mencionou um dos momentos de dificuldade nas gravações do Globo Repórter, quando congelou a língua durante passagem pelos alpes suíços, a – 10ºC.

Por fim, fez a plateia rir. Glória colocou nos telões o vídeo, viral na internet, de sua participação em um ritual rastafári na Jamaica. Naquela ocasião, fumou um “cachimbo gigante” de maconha, porque recusá-lo seria um desrespeito à tradição daquele povo. Os seus editores decidiram levar a imagem ao ar,

— Antes, era a Gretchen. Aí, virei a rainha dos memes. A vida sem humor não vale nada — finalizou Glória.

Ela não será a única global — ou ex-global — a passar pela Expoagas. Nesta quarta-feira (21), a atriz Claudia Raia irá falar sobre empreendedorismo e, no dia seguinte, Alexandre Garcia irá debater o cenário político e os impactos no consumo em 2020.

Fonte GauchaZH

Grupo Aplateia