Lutador Eduardo Garagorri vence e é ovacionado pela torcida no UFC Uruguai

Uruguai recebe neste sábado (10) pela primeira vez uma edição do UFC, liderada pela disputa pelo cinturão peso-mosca entre Valentina Shevchenko e Liz Carmouche.

Único uruguaio presente no card de hoje, Eduardo Garagorri travou uma batalha movimentada contra Humberto Bandenay, mas saiu vitorioso em sua estreia por decisão unânime. O lutador foi ovacionado pela torcida local e segue invicto no MMA, colecionando agora 13 vitórias em sua carreira.

“Estou muito feliz que tive minha estreia no UFC em frente aos meus amigos e família. Queria ter lutado melhor, mas o que conta no final é a vitória. Os fãs podem sempre esperar de mim um lutador que vai para cima e procura a vitória.”

Outros resultados da noite:

VOLKAN OEZDEMIR NOCAUTEIA ILIR LATIFI

Ele voltou ao caminho das vitórias! Volkan Oezdemir teve uma ótima apresentação e nocauteou Ilir Latifi no segundo round. O suíço estava com a vitória desenhada desde que acertou uma joelhada em cheio no sueco, que sentiu o golpe e acusou cansaço até ir à lona com um forte cruzado de esquerda.

“A luta ocorreu da maneira que eu planejava. Sabia que ele era um oponente muito forte, mas o ritmo que eu coloquei o deixou cansado no segundo round. Eu o acertei com alguns bons golpes e pude terminar a luta.”

RODOLFO VIEIRA FINALIZA EM SUA ESTREIA NA ORGANIZAÇÃO

Pentacampeão mundial de jiu-jítsu, Rodolfo Vieira mostrou que está adaptado ao MMA. O brasileiro venceu em sua estreia no Octógono ao finalizar o polonês Oskar Piechota com um triângulo de mão no segundo round. Rodolfo utilizou bem a grade para conseguir controlar o rival e trabalhou nas transições de solo até conseguir a montada, partindo assim para a finalização e apagando o rival.

“Tenho sonhado com isso desde que eu comecei a lutar e vencer – especialmente finalizar um oponente difícil como o Piechiota. Foi incrível. Tem sido incrível desde o início. Quero lutar de novo nesse ano.”

BARZOLA VENCE NA ABERTURA DO CARD PRINCIPAL

Na luta que abriu o card principal do UFC Uruguai, Enrique Barzola e Bobby Moffet fizeram um duelo muito movimentado, que terminou com vitória do peruano por decisão dividida. Barzola buscou pressionar Moffet e soube controlar as ações na maior parte do combate, conquistando assim pela quinta vez nas últimas seis apresentações.

“É fácil para mim cortar peso na categoria dos penas e acho que vou lutar nos galos da próxima vez. Vou trabalhar com minha equipe para termos um bom planejamento e focarmos nisso.”

GILBERT DURINHO TIRA A INVENCIBILIDADE DE KUNCHENKO

O desafio era grande, mas Gilbert Durinho mostrou que está pronto para encarar grandes pedreiras no Octógono. O brasileiro superou o até então invicto Aleksei Kunchenko por decisão unânime após aceitar a luta com apenas duas semanas de antecedência e na categoria dos meios-médios, uma acima da que está acostumado a lutar (peso-leve).

“Me senti bem nos dois primeiros rounds, mas ele é muito forte, o que me fez gastar muita energia e ficar cansado no terceiro. Foi na base do coração. Sabia que para vencer eu apenas tinha que controlá-lo.”

CIRYL GANÉ FINALIZA EM SUA ESTREIA NO UFC

No duelo de estreantes no peso-pesado, melhor para o francês Ciryl Gané. O lutador não tomou conhecimento do brasileiro Raphael “Bebezão” Pessoa e finalizou com um triângulo de mão ainda no primeiro round, mantendo assim sua invencibilidade no MMA.

“Foi uma surpresa conseguir a finalização, mas tenho treinado muito meu jogo de chão. Não sei o que virá em seguida, mas gostaria de lutar o quanto antes. Copenhagen seria um lugar bacana.”

INVICTA, MARINA RODRIGUEZ DOMINA TECIA TORRES

Agora são 12 vitórias na carreira. Marina Rodriguez provou que está pronta para a elite da divisão peso-palha e dominou Tecia Torres durante três rounds, vencendo por decisão unânime. A brasileira soube explorar bem sua maior envergadura e conectou diversos golpes, além de conseguir manter a distância nas investidas de Torres. Foi o segundo triunfo de Marina no Octógono.

“Ela me respeitou muito e eu acabei a respeitando também. Eu poderia tê-la nocauteado. Tecia é uma lutadora muito experiente, muito dura, e acho que essa vitória vai me fazer subir alguns degraus na divisão.”

EM DUELO BRASILEIRO, BONTORIN VENCE APÓS INTERRUPÇÃO MÉDICA

Na luta brasileira que marcou o card preliminar do evento, Rogério Bontorin saiu vitorioso por nocaute técnico após interrupção médica por conta de um corte no supercílio de seu rival, Raulian Paiva. Bontorin acertou uma joelhada que abriu o ferimento logo no começo do combate e o duelo foi interrompido duas vezes antes dos médicos declararem que Raulian estava inapto a continuar a luta.

CHRIS GUTIERREZ SUPERA GERALDO DE FREITAS POR DECISÃO DIVIDIDA

Foi uma verdadeira guerra, mas Chris Gutierrez venceu o brasileiro Geraldo de Freitas por decisão dividida após três rounds intensos. Os dois atletas fizeram um duelo muito movimentado, com Gutierrez utilizando bem os chutes baixos para castigar as pernas de Geraldo desde o início, enquanto o brasileiro buscou mais o controle na luta de chão.

“Essa foi uma grande vitória para mim e para o que eu desejo. Dedico ela ao meu filho e minha família. Foi incrível lutar aqui no Uruguai.”

ALEX “LEKO” DA SILVA CONQUISTA A PRIMEIRA VITÓRIA

Recuperando-se da derrota em sua estreia no Octógono, Alex “Leko” da Silva teve uma apresentação dominante e venceu Kazula Vargas por decisão unânime. O brasileiro mostrou grande controle no solo e não teve problemas em sair vitorioso do duelo na pontuação dos juízes.

“Eu não fiz aquilo que gostaria nessa luta. Foi a pior da minha carreira. Porém, eu estava sob muita pressão, vindo de derrota em minha estreia no UFC. Acho que faz parte do trabalho.”

VERONICA MACEDO ABRE EVENTO DE FORMA AVASSALADORA

A primeira vencedora da noite em Montevidéu foi a venezuelana Veronica Macedo. Pressionada após sofrer três derrotas consecutivas na organização, ela não se abalou com a queda aplicada por Polyana Viana logo no início do confronto e conquistou seu primeiro triunfo no Octógono encaixando uma justa chave de braço na brasileira em apenas 69 segundos de combate.

“Trabalhei todos os dias para conseguir essa finalização, e queria agradacer Gabby, que me ajudou com isso. Foi super especial lutar aqui no Uruguai. A primeira vez que lutei foi no Chile, mas eu ainda tinha muito a melhorar. Depois me machuquei e não pude lutar na Argentina, mas agora consegui lutar aqui”, disse Veronica após a vitória.

RESULTADOS OFICIAIS
CARD PRINCIPAL

Eduardo Garagorri venceu Humberto Bandenay por decisão unânime (triplo 30-27);
Volkan Oezdemir venceu Ilir Latifi por nocaute aos 4m31s do 2º round;
Rodolfo Vieira venceu Oskar Piechota por finalização (triângulo de mão) aos 4m26s do 2º round;
Enrique Barzola venceu Bobby Moffet por decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27);

CARD PRELIMINAR

Gilbert Burns venceu Aleksei Kunchenko por decisão unânime (triplo 29-28);
Ciryl Gané venceu Raphael Pessoa por finalização (triângulo de mão) aos 4m12s do 1] round;
Marina Rodriguez venceu Tecia Torres por decisão unânime (30-27, 30-26, 30-26);
Rogério Bontorin venceu Raulian Paiva por nocaute técnico (interrupção médica) aos 2m56s do 1º round;
Chris Gutierrez venceu Geraldo de Freitas por decisão dividida (29-28, 27-30, 29-28);
Alex da Silva venceu Kazula Vargas por decisão unânime (triplo 30-27);
Veronica Macedo venceu Polyana Viana por finalização (chave de braço) a 1m09s do 1º round.

Fonte UFC

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário