Livramento recebe Encontro da Regional II da Farsul

Gedeão Pereira, presidente da entidade, se reuniu com lideranças da região no encontro organizado pela Associação Rural de Livramento

Tratar de demandas sindicais, estabelecer planos de ação junto ao produtor e aproximar as realidades dos Sindicatos Rurais, estes foram os temas dos dois dias do Encontro de Trabalho da Regional II da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (FARSUL) que abrange oito entidades rurais da região.
Realizado durante os dias 28 e 29 de junho, em Sant’Ana do Livramento, as atividades contaram com as presenças do presidente do Sistema FARSUL, Gedeão Pereira, que esteve acompanhado do seu Diretor Administrativo, Francisco Lineu Shardong, e do Assessor Técnico, Derly Girard. Além dos presidentes dos Sindicatos Rurais de Candiota, Marco Marimon, e São Gabriel, Tarso Teixeira, e representantes da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural; da Inspetoria de Defesa Agropecuária Municipal; SENAR-RS; Brigada Militar e da Equipe Javali no Pampa.

Encontro de Trabalho da Regional II da FARSUL recebeu a presença do presidente da entidade, Gedeão Pereira, na Rural de Sant’Ana do Livramento (Foto: Márcia Pilar/Agência Megafone)

Visita a empresas

Na sexta-feira (28), o Encontro iniciou com uma visita às empresas locais a fim de apresentar as potencialidades do município. O presidente da Associação Rural de Sant’Ana do Livramento, Luis Carlos D’Auria Nunes, acompanhou o grupo de 20 pessoas a um passeio e degustação guiada de azeites na Casa Albornoz que possui 120 hectares destinados ao plantio de oliveiras e outros 100 ha para o cultivo de nogueiras. O grupo também teve a oportunidade de conhecer as obras do Complexo Turístico Termal Amsterland, que contará com uma área de 20 mil metros quadrados de parque aberto, espaço indoor para sócios, condomínio residencial termal e uma área destinada à praça de alimentação, hotel e espaço comercial.

Reunião da Regional II

As lideranças reuniram-se durante a noite, no Parque da Rural, para a discussão de pontos como a Contribuição Sindical e a Mudança Sanitária do Rio Grande do Sul para Zona Livre de Aftosa sem vacinação, entre outros temas.
No que se refere à iniciativa que visa a possível evolução de status sanitário para a condição de livre de Febre Aftosa sem vacinação no Estado, o Diretor do Departamento de Defesa Agropecuária, Antônio Carlos Ferreira Neto, explica que a medida agregará valor ao setor produtivo, aos produtores e aos municípios: ”os impactos econômicos são bastante importantes, uma vez que os mercados que mais remuneram o comércio de carnes são aqueles que exigem que o país seja livre de febre Aftosa”. Antônio Carlos também destacou que é preciso discutir muito este tema para tomar esta decisão, já que existe também a preocupação dos produtores que estão na área de fronteira. “A palavra que a gente mais ouve é a segurança na tomada de decisão”, finaliza.

Tarso Teixeira (presidente do Sindicato Rural de São Gabriel e vice-presidente da FARSUL), Marco Marimon (Presidente do Sindicato Rural de Candiota), Luis Carlos D’Auria Nunes (presidente da Associação e Sindicato Rural de Sant’Ana do Livramento) e Gedeão Pereira (presidente do Sistema FARSUL) (Foto: Patrícia Nunes/Agência Megafone)

Acordo Mercosul x União Europeia

O presidente do Sistema FARSUL, Gedeão Pereira, abriu a reunião de Sant’Ana do Livramento contando que, instantes antes, esteve em contato com a Ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) sobre o histórico acordo comercial que o Mercosul e a União Europeia fecharam em Bruxelas. Firmado horas antes da reunião, a parceria entre os dois blocos aumentará a competitividade entre os países latino-americanos e enquadrará questões sanitárias.
“Este acordo se reveste de uma importância muito grande para o cenário internacional. Isso significa que os países do Mercosul evoluíram e são grandes provedores de alimentos para o mundo inteiro. Agora, eles adquirem um selo de primeiro mundo, ou seja, hoje o Mercosul recebeu um atestado de maioridade e traz um patamar de seriedade para o Brasil”, comemora Gedeão.
O presidente da FARSUL destacou, ainda, os bons reflexos para o setor do agronegócio já que, segundo ele, estão sendo trabalhadas algumas questões sanitárias e tratativas de liberação de cotas de carne. O Ministério da Economia estima que este acordo representará um incremento do PIB brasileiro de US$ 87,5 bilhões em 15 anos.

Almoço de Integração

O Encontro foi encerrado no sábado (29), com um almoço para 50 pessoas na Estância Santa Rufina. Na oportunidade, o Eng. Agrônomo Rafael Nunes apresentou dados da produção rural do município e o Médico Veterinário La Hire Mendina, da Equipe Javali no Pampa, falou sobre o problema do javali no estado. A atividade também contou com uma apresentação de forja de facas da empresa santanense Ronchi Cutelaria.

Grupo Aplateia