Anatel aprova plano de ampliação de banda larga e conexões 3G e 4G no país

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira (13) o Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações (PERT). Esse é o documento que confirma os planos do governo para a ampliação do acesso à banda larga no país.

Com o plano, está oficializada a cooperação entre o setor público e empresas privadas de telecomunicações. Além disso, o documento traz um “grande diagnóstico da infraestrutura de telecomunicações do País” e apresenta projetos que são possíveis soluções. Estão no planejamento a expansão das redes de transporte, a ampliação das redes de acesso e a implantação de redes públicas essenciais de conectividade.

Ao todo, a Anatel recebeu 92 contribuições públicas ao plano por serviços de telecomunicações, pessoas físicas, entidades civis e sindicatos. O próximo passo é começar a estabelecer os contratos e definir quais serão as primeiras aplicações do PERT.

Colocando a mão na massa

O trabalho deve ser grande nos próximos anos: em 2018, segundo a Anatel, 2.028 municípios ainda não tinham acesso à internet via fibra óptica. A ideia é ampliar essa cobertura ou, quando isso não for possível, garantir a conexão via satélite ou por outros meios. A ideia é também melhorar o alcance de 3G e 4G, inclusive para locais como estradas e áreas rurais ainda sem serviço. O 5G ainda não foi citado na atual versão do plano, confirmando que o Brasil não prevê de fato a implantação dessa geração móvel ainda em 2019.

Outro projeto deve levar a mais de 1.059 municípios uma velocidade maior que 5 Mbps, que é a atual média nas cidades com pior desempenho de conexão no país.

Fonte: TecMundo

Grupo Aplateia