Idosos que estavam juntos há mais de 50 anos morrem com cinco minutos de diferença em Passo Fundo

Delvino Zanco, 74 anos, e Maria Soleni Zanco, 72 anos, estavam internados há cerca de um mês no mesmo hospital e morreram na manhã desta segunda-feira

Cinco minutos separaram as partidas de Delvino Zanco e Maria Soleni Zanco, que compartilharam a vida juntos por mais de 50 anos. Aos 74 anos, Delvino morreu às 9h25min de segunda-feira (10), após uma parada cardíaca. Às 9h30min, faleceu Maria, 72 anos, por complicações da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

Os dois foram os primeiros moradores do  bairro Planaltina, em Passo Fundo, onde criaram os seus filhos e onde foram velados na manhã desta terça-feira (11). A neta Chaiane Zanco Pereira, 24 anos, conta que eles chegaram a morar em Porto Alegre por um tempo, mas não se adaptaram e voltaram a Passo Fundo, pois o avô sentia falta da “fazendinha”, como chamava carinhosamente o seu lar.

— Eles sempre ajudaram todo mundo, o vô era alegre, brincalhão. E a vó sempre foi guerreira, lutou para nos dar tudo de bom — comenta a neta.

O casal foi internado há um mês no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, onde dividiu o quarto por um período. Delvino tinha leucemia e Maria foi internada com pneumonia. Os dois chegaram a ter alta neste período, mas retornaram à internação após pioras nos seus quadros de saúde — em função disso, nos últimos dias, tiveram de ficar separados.

Uma vida de muito amor

Na manhã de segunda-feira, Silvia Zanco, filha mais nova do casal, foi até o quarto da mãe e pediu para que as enfermeiras cuidassem dela enquanto ia visitar o pai. Neste momento, Delvino teve a parada cardíaca e faleceu. Silvia estava retornando para o quarto da mãe quando foi informada do seu falecimento.

Delvino trabalhou como pedreiro e Maria foi cuidadora de idosos. Deixam três filhos (Silvia, 45 anos, Valduci, 48, e Gilmar, 50), quatro netos e dois bisnetos.

— Eles partiram e deixaram um exemplo de que a vida não é riqueza nem dinheiro. É amor, sentimento e união — destaca a filha, Silvia.

— Eles viveram uma vida simples, mas de muito amor — completa Chaiane, neta do casal.

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário