Depósito de “ramas” da Prefeitura vira lixão a céu aberto

O local que foi criado para descarte de materiais orgânicos oriundos de podas e cortes de árvores acabou virando um lixão. Nesta semana, a reportagem do Jornal A Plateia registrou um veículo colocando lixo doméstico no local

Mais precisamente no dia 5 de junho foi comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente quando foram realizadas diversas ações em muitas cidades, país afora, como forma de divulgar a importância da data. O Dia Mundial do Meio Ambiente começou a ser comemorado em 1972, com o objetivo de promover atividades de proteção e preservação do meio ambiente, e alertar o público e governos sobre os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do mundo em que vivemos.
Pois, justamente na semana do meio ambiente a reportagem do Jornal A Plateia acabou registrando um crime ambiental: o descarte indevido de lixo doméstico. O fato aconteceu na tarde de quarta-feira dia (4) quando uma caminhonete acabou entrando no depósito de ramas do município, localizado próximo à chácara da prefeitura, em frente à pedreira e fez o descarte de lixo doméstico no local.
Encontramos, por exemplo, dentro da área, várias peças de automóveis como: para-choques e lanternas, materiais de construção (entre os quais havia um vazo sanitário), garrafas de vidro e engradados, papéis, resto de obras, ventiladores entre outros objetos.
Ao encontrar tal situação, procuramos o secretário de obras do munícipio, Ricardo Dutra, que disse em entrevista ser expressamente proibido o descarte de qualquer tipo de material doméstico naquela área que é destinada apenas para o depósito de ramas, madeiras, galhos, folhas e outros materiais semelhantes. “Nós lamentamos essa situação que não ocorre somente ali naquela área, mas no lago Batuva, no Cerro do Caqueiro, no Marco do Lopez e em outros pontos de nossa cidade. Infelizmente ainda existem pessoas que teimam em jogar lixo nesses lugares. Sobre esse caso específico, nós criamos o depósito de ramas primeiro para recuperar aquela área que vinha sofrendo uma erosão, então, todo o tipo de material resultante do nosso trabalho de poda, cortes e remoção de árvores é encaminhado para lá, onde de 15 em 15 dias nós enviamos as máquinas para fazer o aterro desse material que acaba ajudando na questão da erosão e recuperação do solo por se tratar de um material orgânico. Não pode jogar lixo naquela área é proibido e os responsáveis serão punidos com multas pesadas” destaca o secretário.
Ao ser questionando, o secretário ainda destacou que a responsabilidade do recolhimento do lixo doméstico das residências é da empresa contratada para fazer a coleta do lixo e o descarte de peças de automóveis pelas empresas do ramo. “O cidadão já paga uma taxa de recolhimento de lixo para isso, então as pessoas têm que se conscientizaram e ir descartando essas matérias aos poucos. No caso dos eletroeletrônicos temos uma campanha especifica para isso todos os meses. Existem pessoas também que acabam realizando a limpeza do pátio e colocando todo o material retirado na frente de casa, não é nossa obrigação fazer esse recolhimento também. Nós já disponibilizamos a área para depósito, mas não fazemos o transporte. Isso cabe ao cidadão” disse.
Sobre as pessoas que foram fotografadas colocando lixo na área do depósito de ramas, Ricardo Dutra disse que a secretaria já estava procurando identificá-los e tomando as medidas cabíveis como notificação e aplicação de multas. ”Fica o nosso alerta. As pessoas que forem pegas colocando lixo em qualquer lugar da cidade serão notificadas e nós estaremos aplicando multas pesadas porque é inadmissível que isso continue acontecendo. Inclusive neste caso específico nós iremos abrir uma sindicância também porque temos um funcionário que deveria estar lá impedindo que as pessoas coloquem lixo e ele não estava. Na questão de limpezas dos pátios, as pessoas têm que tomar muito cuidado de quem vão contratar para fazer o descarte, porque se a pessoa que for contratada colocar o lixo onde é proibido, o dono da residência também será responsabilizado” encerrou.

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário