Operação resgata 19 cães e gatos que eram mantidos em gaiolas em Canoas

Segundo a veterinária que acompanhou a apreensão, os animais estão em um grau extremo de enfraquecimento, tão magros que não desenvolveram os músculos. Uma mulher foi autuada por maus-tratos.

Uma operação da Polícia Civil autuou uma mulher pelo crime de maus-tratos de animais, na manhã desta quarta-feira (22), em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Na casa dela, no bairro Mathias Velho, foram encontrados 11 cães e oito gatos em situação de perigo.

De acordo com os policiais, os animais ficavam nos fundos da residência. Os cachorros eram mantidos em gaiolas de passarinhos, sem mobilidade. Já os gatos, estavam amarrados pelo pescoço, por cordas de pano, curtas, em quartos escuros sem janelas, alimentação ou água.

A operação foi acompanhada por uma médica veterinária da Secretaria do Meio Ambiente de Canoas. Segundo a veterinária, os animais estão em um grau extremo de enfraquecimento, tão magros que não desenvolveram os músculos.

Os cachorros eram das raças pinscher e labrador e os gatos, siameses. A polícia investigada a origem dos animais, já que valor que eles eram comercializados não condizia com a situação econômica dos donos.

Os animais foram levados para o Centro de Bem Estar Animal (CBEA) da Prefeitura de Canoas. Além de acompanhamento clínico, serão todos vacinados, medicados e castrados, depois isso, serão colocados para adoção.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Fonte G1 RS

Grupo Aplateia