Exemplos da Europa, atitude e confiança: como o Grêmio forjou a classificação na Libertadores

O Tricolor se remobilizou após a histórica derrota para o Fluminense, confirmou a “previsão” de Renato Gaúcho e supera a fase de grupos da competição com moral elevado. Até mesmo as eliminações de Barcelona e Ajax, na Liga dos Campeões, foram usadas como exemplo para o Tricolor.

Embedded video

No principal torneio da Europa, o Liverpool fez 4 a 0, reverteu a vantagem do Barcelona e garantiu uma vaga na final. Já o Tottenham tirou da cartola um 3 a 2 em Amsterdam e eliminou o Ajax. As duas partidas que marcaram a semana foram citadas por Renato Gaúcho, André e Alisson para lembrar que grandes times também têm seus momentos ruins.

“Só cobro foco e atitude. Quando eles (jogadores) fazem, o Grêmio sai vitorioso. Por falar em dar mole, ontem (terça) foi o Barcelona. Hoje (quarta) houve também. Nós aprendemos com nossos erros” (Renato Gaúcho)

– Vê o Barcelona tomar 4 a 0, o Ajax tomar a virada depois do 2 a 0. Futebol é assim, tem que estar focado, concentrado. Renato nos cobra muito, mas nos dá muita moral. Mostrou o que fizemos de bom e o que temos que melhorar. Todo mundo sabia o que tinha que fazer para conseguir fazer uma grande partida – apontou Alisson.

Alisson fez o primeiro gol em vitória do Grêmio sobre a Católica — Foto: Eduardo MouraAlisson fez o primeiro gol em vitória do Grêmio sobre a Católica — Foto: Eduardo Moura

Alisson fez o primeiro gol em vitória do Grêmio sobre a Católica — Foto: Eduardo Moura

– A gente viu que grandes times também perdem. O Barcelona perdeu, não é por isso que está tudo errado. O Renato passou isso para a gente. Mostrou que o que a gente fez em 30 minutos (contra o Fluminense) era coisa de grande time. Depois, relaxamos. O que não podia era relaxar. Não relaxamos e deu tudo certo – revelou André.

Domínio nos 90 minutos

A classificação gremista veio com uma reação no segundo turno da fase de grupos da Libertadores. Fez 100% de aproveitamento contra Católica, Libertad e Rosario Central. Nos três jogos anteriores, somou apenas um ponto.

A apresentação de quarta-feira foi intensa, com domínio sobre o adversário, e necessária para o Grêmio se remobilizar após a virada sofrida no Brasileirão. Viu-se uma equipe sem correr riscos na defesa – a Católica teve apenas uma chance, em saída errada de Paulo Victor no primeiro tempo.

Postou-se de maneira mais cautelosa, porém, sem deixar de criar oportunidades e manter seu estilo. E, mesmo com a desconfiança da torcida, a dupla Michel e Maicon funcionou bem na proteção à defesa.

Michel substituiu Matheus Henrique e fez belo lançamento para o gol de Alisson — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/DivulgaçãoMichel substituiu Matheus Henrique e fez belo lançamento para o gol de Alisson — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Michel substituiu Matheus Henrique e fez belo lançamento para o gol de Alisson — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

– Nosso grupo tem feito muito nestes dois anos e meio. Não ganhará todas as competições. Ocorrem tropeços, como o de domingo, mas reagimos muito bem. Nunca me preocupei. Não há como ter alto nível em todos os jogos. Houve queda, mas classificamos às oitavas. Temos tempo durante a Copa América para treinar e voltar com tudo no segundo semestre – completou Renato.

O sorteio para definir os confrontos nas oitavas de final da Libertadores ocorre na próxima segunda-feira. Como segundo colocado no Grupo H, o Grêmio poderá enfrentar Inter, Cruzeiro, Flamengo, Cerro Porteño, Palmeiras e Libertad, já líderes confirmados em suas chaves.

Olimpia, Universidad Concepción e Godoy Cruz brigam pela primeira posição do Grupo C. Boca Juniors e Athletico jogam na Bombonera para definir o líder do G.

Fonte : https://globoesporte.globo.com/rs/futebol/times/gremio/noticia/exemplos-da-europa-atitude-e-confianca-como-o-gremio-forjou-a-classificacao-na-libertadores.ghtml

Grupo Aplateia