Estado abre mesa de negociação com municípios para discutir passivo na área da Saúde

O governo do Estado abriu nesta segunda-feira (6/5) uma mesa de negociação com municípios para discutir o passivo existente com as prefeituras na área da Saúde.

O Estado já definiu que irá pagar os valores empenhados, que totalizam R$ 222 milhões (são R$ 162 milhões para as prefeituras e R$ 60 milhões para hospitais municipais).

A mesa de negociação foi aberta durante encontro entre a secretária da Saúde, Arita Bergmann, o subsecretário do Tesouro do Estado, Bruno Jatene, e o presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Antonio Cettolin.

O objetivo do Estado é pagar todos os meses uma parcela dessa dívida, mas é necessário um entendimento sobre a forma como se dará a distribuição dos valores aos municípios, bem como a ordem de prioridade nos pagamentos dos programas desenvolvidos pelas prefeituras.

A Famurs vem intermediando as negociações. Essa primeira rodada foi considerada muito produtiva por todas as partes envolvidas. Ficou acertado novo encontro para os próximos dias a fim de buscar um consenso.

A secretária Arita ressaltou que o governo do Estado já retomou a regularidade dos repasses mensais aos municípios na área da Saúde, cuja interrupção no ano passado gerou o atual passivo.

Postado por Matias Moura

Grupo Aplateia