Rejane precisa de sua ajuda: “Não tenho como trabalhar, pois, cuido de meu filho que é especial”

Foto: Rejane dos Santos Britto de 51 anos , junto com o seu neto

Na tarde de segunda-feira(7) a reportagem do Jornal A Plateia esteve conhecendo a situação precária que vive a dona de casa Rejane dos Santos Britto de 51 anos, residente da vila Safira no Bairro Santa Rosa. No pequeno casebre de madeira localizado na rua Pedro Tassis Gonzales número 266, que não possui energia elétrica nem água, ela e mais 4 pessoas, inclusive um filho que é portador de necessidades especiais, vivem com apenas o valor de um benefício do governo.

A família vive em condições totalmente precárias, pois, quando chove toda a casa ficar encharcada por causa das frestas nas paredes e os furos no teto. Além disso, o alimento também é escasso, não fosse a solidariedade de algumas pessoas e vizinhos que ajudam a família de dona Rejane.

Separada e mãe de três filhos, que possuem 31, 19 e de 16 anos, a dona de casa diz não desanimar e sonha com dias melhores. Para ela o melhor é ter saúde — “o resto corre atrás”. A dona de casa conta que sempre trabalhou como doméstica, mas que em virtude dos cuidados com o filho mais moço fica impedida de exercer essa função. O filho Leandro, segundo exames médicos possui distúrbio mental retardativo e precisa de cuidados especiais.

‘Ele vai regularmente na psiquiatra na psicóloga e toma remédio desde os 5 anos. E hoje não posso trabalhar para cuidar dele. Não tenho preguiça, pois, trabalho desde pequena, mas nunca assinaram a minha carteira. Depois que fui obrigada a parar tudo mudou pra nós. Vivo apertada e faltam alimentos e coisas que ele precisa. A situação é triste” comentou. Rejane disse ainda que não tem motivos para se queixar das pessoas e nem dos órgãos públicos, com o CRAs porque sempre que precisa de ajuda para marcar exames ou até mesmo conseguir alimentos as portas sempre estão abertas.

” Agradeço a todas as pessoas que me ajudam e espero que essa situação ruim acabe logo”. Quem tiver interesse em ajudar a família de dona Rejane com doação de alimentos, roupas e outros utensílios basta ir até à Rua Pedro Tassis Gonzales Britto, ao lado número 266, na Vila Safira Bairro Santa Rosa.

Texto e fotos : Matias Moura

Grupo Aplateia