Feira do produtor pretende comercializar 800 kg de peixe

 

A Praça General Osório está recebendo nesta quarta e quinta-feira a Feira do Peixe que neste ano pretende comercializar aproximadamente 800kg segundo o presidente da Associação Santanense de Piscicultores, Regis Martins. A expectativa inicial de comercialização estava na casa de 1 tonelada de pescado , mas devido aos eventos climáticos ocorridos nesta semana com vento e chuva forte esse número foi reduzido. “A nossa expectativa era essa mas infelizmente por causa da chuva não conseguimos tirar todo o peixe dos tanques. Para essa feira nós trouxemos dois tipos de carpas a capim e a prateada. Nós trabalhamos com quatros tipos de carpas , porque são as melhores espécies adaptadas em cativeiro. E a gente trouxe essas duas variedades que estavam em ponto de abate. O nosso  peixe nativo aqui não se  adapta muito com a vida em cativeiro  , no caso a traíra que que é um predador muito voraz e pratica canibalismo e isso contribui para que ela não se desenvolva tanto  e é preciso uma área muito maior” destaca o produtor.

Na feira é possível comprar a carpa prateada por R$15,00 reais o quilo e a capim ao preço de R$18,00 reais .” Nós vamos ficar aqui até durar o peixe e só o pessoal vir que o preço está especial”

Carpa assada

Quem não perdeu a oportunidade de levar para casa um peixe recém pescado para preparar a ceia de páscoa foi dona Marina , 67 anos , que comprou dois 2kg de peixe. Segundo ela a melhor maneira de fazer o alimento tradicional da sexta-feira santa, é no formo enrolado no papel alumínio. “ Faça ela temperadinha com sal e envolta no papel alumínio ai ela vai ao formo. Fica muito bom” disse ela.

Já seu Sami que é descendente de palestinos, também garantiu a ceia levando para casa 6 kg de peixe. “Temos que manter essa tradição, estou levando aqui o peixe para a minha esposa preparar para a família não podemos perder esse costume”.

Texto e fotos : Matias Moura

Grupo Aplateia