RGE investe R$ 2,7 milhões em Santana do Livramento

Em três meses a concessionária trocou 485 postes de madeira por concreto e instalou 12 novos religadores automáticos

No último trimestre de 2018 a RGE executou importantes obras na rede elétrica de Santana do Livramento. Com um aporte de R$ 2,7 milhões, a companhia executou ações de reforço e modernização da rede com foco, principalmente, na troca de postes. Somente entre outubro e dezembro 485 postes de madeira foram substituídos por novas unidades de concreto, 12 novos religadores automáticos foram instalados e 2,2 Km de rede nova construída com o que há de mais moderno, como cabos protegidos e multiplexados.

Os cabos multiplexados e protegidos que estão sendo instalados nas novas redes possuem espaçadores entre os condutores, o que dificulta o toque entre eles, inclusive em dias de vento, diminuindo as interrupções. Os postes de concreto somados a esses equipamentos tecnológicos tornam o sistema mais moderno. É o caso dos religadores automáticos. Em Santana do Livramento há 43 religadores em operação. Eles são responsáveis por restabelecer a energia em um curto espaço de tempo quando a interrupção ocorre sem danos físicos na rede.

O religador também auxilia o Centro de Operações na realização de manobras de carga, necessárias quando há um desligamento para obra programada ou emergencial. A manobra permite que a energia seja direcionada às redes de baixa tensão e chegue aos clientes por meio de outros circuitos.

“É um importante volume de investimentos e estes recursos foram aplicados em obras na rede que beneficiam os 35,8 mil clientes da concessionária no município. O resultado é um serviço de qualidade para toda a população”, ressalta o Consultor de Negócios da RGE Sul na região, Thiago Paz.

 Alinhada com o Planejamento Estratégico do Grupo CPFL Energia, a RGE investiu R$ 485 milhões em toda área de concessão, em obras de ampliação, melhoria e modernização da rede nos três primeiros trimestres de 2018. De janeiro a setembro, a distribuidora substituiu 54 mil postes de madeira por concreto nos 381 municípios da sua área de concessão.

Grupo Aplateia