Grêmio reabre processo de compra da Arena

O Grêmio reabrirá o processo de compra da Arena, imbróglio que se arrasta desde a última gestão do presidente multicampeão Fábio Koff, que iniciou a tratativa. De lá para cá, muitas idas e vindas aconteceram. O atual presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, retomou este projeto com mais afinco o ano passado.

“Concluído o processo do entorno, reabriremos o processo de compra do estádio de forma

obstinada para, definitvamente, a Arena ser propriedade exclusiva do Grêmio num curto espaço de tempo.”

Romildo revelou que teve uma reunião com o Tribunal de Contas do Estado, prefeito Nelson Marchezan Júnior e governador Eduardo Leite para tratar do assunto. Em dezembro do ano passado, o TCE emitiu medida cautelar suspendendo as negociações do Executivo com a empresa Karagounis para a execução das obras do entorno da Arena do Grêmio.

Neste sábado, em vídeo publicado nas redes sociais, Romildo prestou esclarecimentos acerca de todo o processo e disse que, finalizada as obras no entorno do estádio, o Grêmio, com afinco e obstinação irá buscar ser possuidor definitivo da Arena.

“O que nós queremos é antecipar em 13 anos o controle de todo o complexo da Arena (no contrato o prazo de cessão encerra em 2032)”. Romildo frisou que neste monento o Grêmio faz uso do estádio, dos vestiários mediante pagamento para a empresa responsável pela administração. O mandatário tricolor diz que o Grêmio ser dono da Arena é uma questão de autoestima, e claro, com isso fazer novos planos de sócios, melhorar o perfil do clube e dinamizar todas as cadeias econômicas envolvidas.

Fonte: Correio do Povo

Grupo Aplateia