41ª Exposição-feira de Ovinos de Verão encerra com mais de R$ 624 mil em faturamento

Na última quarta-feira (30) encerrou mais uma edição da Exposição-feira de Ovinos de Verão de Sant’Ana do Livramento, que contou com quatro remates e julgamentos de todas as raças.

No total, foram comercializados 842 animais das raças Corriedale, Ideal, Poll Dorset, Merino Dohne, Merino Australiano, Texel e Texel Naturalmente Coloridos. O faturamento da feira atingiu o valor de R$ 624.600,00 e superou as expectativas da Diretoria, já que mesmo com todas as dificuldades que o município vem enfrentando com o clima, houve apenas 11% a menos de faturamento em relação ao ano anterior.
O presidente da Associação e Sindicato Rural, Luis Carlos D’Auria Nunes, explica que o resultado foi ótimo, pois, em relação à última edição da feira, houve também uma diminuição no número dos animais ofertados. Isso ocorreu devido às fortes chuvas durante o mês de janeiro, o que fez com que o município decretasse Situação de Emergência e causou dificuldades para muitos produtores. “Algumas propriedades ficaram totalmente ilhadas. Isso afetou tanto a questão de transporte dos animais, para vendedores e compradores, como a questão de falta de campo de alguns produtores para receberem esses animais”, comenta ele.
A Exposição-feira também manteve as médias de comercialização do último ano: os carneiros atingiram o valor médio de R$ 2.956,98; os borregos R$ 1.845,88; as borregas alcançaram a média de R$ 523,21 e as ovelhas R$ 354,42. Os carneiros PO da raça Corriedale foram os mais valorizados: R$ 3.253,13.
Durante a feira também foi realizado um jantar, no dia 17, onde a Associação Rural inaugurou o monumento à ovelha. O município de Sant’Ana do Livramento, reconhecido por possuir um dos maiores rebanhos ovinos do país, recebeu o título de ‘Capital Nacional da Ovelha’ após a aprovação, em dezembro de 2018, do Projeto de Lei 1.191/15 de autoria do então Deputado Federal Luiz Carlos Heinze (Progressistas).
Em comemoração ao título, uma escultura de concreto e ferro, feita pelo artista local Eduardo Camargo, foi colocada na entrada do Parque da Rural. No monumento, que possui 3 metros de altura e pesa cerca de 3 toneladas, há uma ovelha e dois cordeiros, o que representa a reprodução do rebanho santanense. A noite também contou com uma homenagem a dois grandes ovinocultores santanenses: David Fontoura Martins e Orlando Pires Martins.
Contribuição: Agência Megafone – Assessoria de Comunicação da Associação e Sindicato Rural de Livramento

Grupo Aplateia