Governo federal prorroga permanência da Força Nacional de Segurança no Rio Grande do Sul

A renovação de efetivo é um procedimento padrão da Força Nacional de Segurança Pública – Foto: Rodrigo Ziebell

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, atendeu ao pedido do governo do Estado e prorrogou a presença da Força Nacional no Rio Grande do Sul. A medida foi publicada nesta terça-feira (22) no Diário Oficial da União (DOU).

A renovação de efetivo é um procedimento padrão da FNSP, uma vez que a tropa é composta por servidores das forças de Segurança Pública estaduais de todo o Brasil, que atuam por um período determinado e regressam às suas corporações de origem. Os agentes destacados pela Secretaria Nacional da Segurança Pública (Senasp) permanecerão em Porto Alegre por mais 60 dias – período passível de prorrogação.

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, salientou o apoio dado nos últimos anos pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, que contribuiu para o combate à violência e à criminalidade. “Um trabalho relevante, principalmente no momento em que eles vieram prestar auxílio aos órgãos estaduais, em 2016. Atualmente, são 55 policiais militares e nove policiais civis experientes atuando na capital. Iremos, nestes 60 dias, fazer uma avaliação para que se possa definir sobre a necessidade de uma nova prorrogação”, afirmou.

A Força Nacional de Segurança Pública está presente no RS desde agosto de 2016. Em maio de 2017, a atuação em Porto Alegre passou a ser desenvolvida de acordo com o planejamento estratégico do Plano Nacional de Segurança Pública, no qual Porto Alegre, Natal e Aracaju foram escolhidas como cidades-piloto. Dentro das ações efetuadas, estão operações de combate a homicídios dolosos, feminicídios e tráfico de drogas, em área pré-estabelecidas pela SSP e a Senasp.

Postado por Matias Moura

Grupo Aplateia