Filipina é a Miss Universo 2018

Catriona Gray, representante das Filipinas, foi a vencedora do Miss Universo 2018, que ocorreu na noite de domingo (16), em Bangkok, na Tailândia.

Gray trabalha como modelo e tem um mestrado em musicologia, além de ser ativista na luta contra o HIV. Filha de pai australiano e mãe filipina, Gray nasceu em Cairns (Austrália) e se mudou para as Filipinas depois de terminar o ensino médio.

Finalistas

A candidata da África do Sul ficou em segundo lugar e da Venezuela, em terceiro lugar. A miss Porto Rico e a miss Vietnã também ficaram em entre as cinco finalistas. A amazonense Mayra Dias, que representava o Brasil, ficou entre as 20 semifinalistas do concurso.

Transgênero

Ao todo, 94 mulheres participaram da 67ª edição do Miss Universo, que teve a primeira participante transgênero de sua história. Angela Ponce representava a Espanha. No seu vídeo de apresentação, ela afirmou que o importante para ela não era ganhar, mas participar o evento.

Angela, que nasceu em uma cidade perto de Sevilha, iniciou um tratamento hormonal aos 16 anos e passou pela cirurgia para mudança de sexo aos 24. Ela é manequim e trabalha em uma ONG que ajuda jovens transgêneros.

Miss Brasil
A representante do Brasil, a amazonense Mayra Dias, chego a ser classificada entre as 20 finalistas, mas não passou para a fase seguinte.
Fonte: G1 e Revista Donna – Gaúcha/ZH

Grupo Aplateia