Semifinais do Citadino de Futsal iniciam com três viradas

Um fator incomum ligou os três jogos da noite desta terça-feira, abrindo as semifinais do Citadino de Futsal 2018. As viradas foram a tônica da rodada que levou bom público ao ginásio do Guanabara. A torcida viu a Escolinha Centauro, na sub 15, Independente e ASSAF, na Série Prata, largarem na frente na decisão das vagas a final do dia 26 de julho.
Centauro vira
Na abertura da rodada a Escolinha Centauro e Zenit fizeram a primeira partida da disputa de uma vaga na final da categoria sub 15. Com dois tempos distintos o jogo valorizou a reação do Centauro, que depois de perder o primeiro tempo reagiu e virou o placar. O Zenit adiantou sua marcação no primeiro tempo e complicou seu adversário. As coisas ficaram ainda pior quando Leo abriu o placar após passe de José Protti. Sem espaço para jogar o Centauro via sua individualidades não funcionarem. Já o Zenit comandava as ações e ampliou com José Protti. Na etapa final, o Centauro usou do mesmo expediente para pressionar o Zenit. Adiantou suas linhas e ocupou a quadra adversária. Wellington, artilheiro do campeonato logo descontou. Leo ainda ampliou para o Zenit, mas o Centauro tinha o controle do jogo e descontou com Gustavo. O Zenit reagiu e ampliou para 4 x 2 com Facundo, mas Wellington descontou cobrando pênalti e empatou cobrando tiro livre. A virada veio numa rápida troca de passes que Eliel completou para o gol. O Zenit ficou totalmente envolvido e viu Wellington e Eliel fecharem o placar em 7 x 4, levando a Escolinha Centauro a largar na frente na semifinal.
Virada do Independente
A Série Prata abriu sua série de jogos pela semifinal com um grande confronto. Independente e El Chef fizeram um grande jogo e que foi definido no detalhe. O Independente não fugiu da sua postura de propor o jogo e o El Chef usava a velocidade dos alas e as investidas de Pablo e Renteria para atacar. Mas o primeiro gol do El Chef saiu da iniciativa pessoal de Kelven Renteria. O Independente logo respondeu na troca de passes do irmãos Lucas, com Daniel assistindo Santiago, que empatou o jogo. Allif usou a velocidade e a malicia para encobrir o goleiro Cristian e recolocar o El Chef na frente. Num jogo franco, Santiago empatou novamente. O El Chef usou da velocidade e da troca de passes para voltar pela terceira vez a frente do placar com Allif. O El Chef, que até então marcava bem, teve alguns minutos de descuido e o Independente se aproveitou. Daniel empatou a partida e Fernando Lima virou o jogo. Dailon, em jogada pessoal ainda ampliou para 5 x 3. No final do primeiro tempo, Kelven Renteria driblou três marcadores e diminuiu para 5 x 4. Na segunda etapa o Independente fechou os lados da quadra para conter a velocidade do adversário e usou a troca de passes para envolver o El Chef e fazer o 6 x 4 com Dailon. Daniel marcou o sétimo e Santiago ampliou para 8 x 4. Pablo descontou de pênalti, mas Fernando Lima soltou a bomba do meio da quadra e marcou o nono gol do Independente. Vainer descontou e logo depois Fernando Lima acabou expulso por falta em Pablo. Com um jogador a mais em quadra o El Chef pressionou e marcou duas vezes com Vainer. O Independente, porém, tratou de se defender e garantiu a vitória de virada por 9 x 7.
ASSAF larga na frente
Fechando a noite de futsal ASSAF e El Tanque estrearam na semifinal. O jogo iniciou estudado com os dois times cautelosos. A postura durou até o primeiro gol acontecer. Mathias pegou o rebote e tentou as conclusão, mas acabou dando uma assistência para Fabio Japa que abriu o placar para o El Tanque. A ASSAF tinha a bola, forçava o jogo, mas nada de vencer a boa marcação do adversário. A alternativa foi usar dois pivôs. Hilton e Junior se entenderam muito bem e com duas assistência do companheiro Junior empatou e virou o jogo para a ASSAF. No segundo tempo a ASSAF usou da sua vantagem, postando-se em sua quadra para jogar no errou do adversário. Já no primeiro ataque Dener ampliou para 3 x 1.. Binho fez o quarto e Marcio Belleza o quinto da ASSAF. O El Tanque retornou com sua formação principal para o jogo e Eduardo Nono descontou e ainda fez o terceiro gol. A equipe voltou para o jogo e passou a pressionar fortemente a ASSAF na busca do quarto gol. E ele veio com Fabio Japa após roubada de bola no meio campo. A chance do empate era eminente e o El Tanque se jogou todo ao ataque. A 5seg do final, porém, Hilton roubou a bola no meio da quadra, driblou dois marcadores e o goleiro Facundo e marcou o sexto gol decretando a vitória de virada da ASSAF por 6 x 4. Os jogos da volta ocorrem na próxima terça-feira.
O Citadino é patrocinado por; Movilcor, Magazine Luiza/Mallory, CFC Santanense, Gato & Sapatos e Zapatodos, Uniagro/Erva Charme, Lojão Total, Casa dos Colchões, CHS-Centro Hospitalar Santanense, Larratea Combustíveis, Unimed e apoio da Unicred e Casa dos Troféus.

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário