Garoto de 11 anos vira torcedor simbolo do Grêmio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Ele é figura destacada em todos os eventos do Grêmio Santanense e já tornou-se referência quando o assunto é o velho colorado. Guilherme Rosa nutre uma paixão pelo clube que completou 105 anos nesta semana que contagia a todos que o cercam. Este sentimento ganha ainda mais significado pelo fato do torcedor sequer ter visto o time jogando no futebol profissional. O Grêmio jogou sua última partida em 2002 e Guilherme, de 11 anos, só nasceu cinco anos depois, em 2007. Filho do ex preparador físico e técnico do Colorado, Julio Rosa, Guilherme conheceu o clube através dos registros e história do pai e isso foi suficiente para ele se transformar num torcedor apaixonado pelo clube. Mais do que apenas torcer, Guilherme deixa sua paixão bem clara para familiares e amigos e atualmente tem sido o grande incentivador de um projeto de base no clube. Guilherme tem insistido com o pai Julio para montar uma escolinha no Estádio de Honório Nunes, um velho sonho dos colorados de iniciar uma volta do Grêmio pela base. Esta paixão de Guilherme é comovente e incentivada pelo departamento master. Pelo segundo ano o jovem torcedor foi homenageado no almoço alusivo ao aniversário do clube. Ano passado ele recebeu da equipe master uma camisa personalizada. Já no último dia 10, no galpão Caudilhos da AABB, onde ele foi convidado ilustre do almoço alusivo aos 105 anos do clube, apenas duas pessoas foram homenageadas pelos masters. O presidente Luis Paulo Dutra, representado por Tobias Cambraia, e Guilherme que recebeu mais uma distinção no aniversário do clube. Atletas de várias gerações prestigiaram o almoço e também conheceram um pouco da história no último coração arrebatado pelas cores vermelho e branco do Colorado.

Torcedor de 11 anos posou ao lado dos atletas de várias gerações do clube como Tulio, Edson Inchauspe, Vavâ e Jaime
(Foto: Cidada)
Jovem Guilherme, com o pai Julio Rosa, recebendo homenagem do Grêmio Master (Foto: Cidada)

Por: redacao@jornalaplateia.com

Educação na pandemia

Por: Mariela Perez Elguy – Docente do Senac Santana do Livramento A educação vem sofrendo mudanças significativas nos últimos tempos, levando cada vez mais o

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies